Materiais de Construção

A origem da empresa foi como laboratório de Controle de Qualidade de Materiais de Construção. Os técnicos e profissionais deste departamento se destacam por seu espírito inovador, que permitiu à empresa sempre ser uma referência na execução de novos ensaios e no desenvolvimento de nova normativa no setor da construção, A área de I+D de Materiais surge como uma maneira de canalizar este espírito inovador e moldar suas inovações através de projetos de investigação. As tarefas de CEMOSA dentro de ditos projetos podem ser agrupados nos seguintes campos:

  • Ensaios de laboratório: CEMOSA tem capacidade de realizar praticamente qualquer tipo de ensaios, de acordo com a norma UNE em solos, concreto, misturas betuminosas (fria e a quente), cerâmica, etc., além de desenvolver seus próprios equipamentos e protocolos de ensaio quando se trata de um material inovador que não pode ser caracterizado empregando procedimentos comuns. Alguns exemplos destes equipamentos exclusivos são uma bancada de ensaios para elementos estruturais de até 5m de vão, câmaras ultravioleta e infravermelha para estudos de envelhecimento acelerado, permeâmetros e caixões de ensaio de grandes dimensões etc.
  • Testes “in-situ”: No campo da geotecnia, a disponibilidade de equipamentos de prospeção e instrumentação próprios, permite realizar qualquer projeto de investigação com a máxima flexibilidade e confiabilidade. No campo das estruturas, os principais ensaios “in-situ” são provas de carga e de controle de soldas. Por outro lado, CEMOSA conta com um equipamento próprio patenteado para a determinação de furos e permeabilidade em grande escala em superfícies porosas, tais como pavimentos drenantes rodoviários.
  • Estudos de novos materiais: O laboratório da CEMOSA possui os meios necessários para a fabricação de corpos de prova com os principais materiais de construção (concretos, misturas betuminosas – fria e quente etc.) e capacidade para estudar novas tipologias de materiais. As características físico-mecânica e química destes novos materiais permite sua introdução em modelos numéricos e, posteriormente, a validação e correlação de estes parâmetros, fechando assim, o ciclo de reengenharia.
  • Certificação de qualidade: Tanto os materiais como os ensaios de caracterização em laboratório devem ser objeto de normalização e estandardização antes de sua utilização em obras de construção. Na fase final da investigação, é necessária a elaboração de especificações padrão que permita sua rápida adaptação por parte dos organismos competentes. CEMOSA, como laboratório acreditado e organismo notificado para a marcação CE, conta com a experiência necessária para a elaboração deste tipo de documento tanto em âmbito das misturas betuminosas fria como em concretos e em solos.

O departamento de I+D+i não realiza tarefas de investigação relacionadas com a fabricação de novos materiais de construção, nem com a melhoria de propriedades dos existentes que podem ser objeto de avaliação por parte do Organismo Notificado CEMOSA.