Eficiência Energética

Atualmente esta linha de investigação está definida no âmbito da edificação, infraestruturas energéticas, energias renováveis e a integração de soluções avançadas principalmente baseadas em tecnologias da comunicação. Os trabalhos realizados até o momento e em que se acredita claramente para o futuro são os seguintes:

  • Integração de sistemas de energias renováveis em edifícios existentes: o crescente interesse pelos edifícios de energia quase nula (nearly-zero energy buildings) tem motivado a investigação de soluções para integrar, nos edifícios existentes, sistemas de produção de energia renovável (energia solar fotovoltaica, concentração térmica solar, biomassa e eólica) de forma rápida e sustentável. Graças à ampla experiência no projeto e gestão de todo o tipo de instalações prediais, CEMOSA tem a capacidade de propor e validar soluções reais em este âmbito.
  • Reabilitação de edifícios com materiais avançados: graças aos últimos avanços em nanotecnologia, existem materiais que melhoram as propriedades isolantes e, por sua vez, permitem armazenar energia térmica (materiais de troca de fase) para seu aproveitamento ao longo do dia. Este fato é de grande valor tanto para novos edifícios como para a reabilitação dos já existentes, pois permite melhorar a eficiência energética e reduzir os picos de demanda, o que traduz em um maior conforto para os ocupantes.
  • Sistemas de automação e gestão energética de edifícios: os sistemas de gestão energética oferecem um amplo campo para a melhoria da eficiência energética dos edifícios e, por sua vez, nos permitem propor e analisar medidas de economia efetivas e sustentáveis. O desenvolvimento e implementação de novos algoritmos e soluções capazes de prever a demanda energética dos edifícios e otimizar o consumo dos sistemas é uma das principais motivações em este âmbito.
  • Projetos baseados em BIM (Building Information Modelling): no setor da construção, é cada vez mais necessário que o gerenciamento da informação das instalações prediais na etapa de projeto, entrega e manutenção ao longo de sua vida útil, seja ágil, acessível e compatível com qualquer sistema de informação. O pacote BIM oferece estas possibilidades, melhora a gestão dos projetos e permite agilizar a manutenção das instalações e a tomada de decisões de um ponto de vista global que envolve toda a vida útil dos edifícios. A proposta de metodologias e o uso de ferramentas baseadas em BIM é atualmente um dos principais trabalhos de pesquisa.
  • Tecnologias para redes e cidades inteligentes: a eficiência energética do ponto de vista de edificações não somente depende de sua gestão individual, mas das infraestruturas energéticas a qual estão associadas. A estratégia com a qual devem ser integradas nos sistemas convencionais demanda atualmente, novas soluções que permitem a interconexão dos usuários finais com os distribuidores de energia, a fim de criar um mercado atrativo e competitivo para todos. Neste sentido, resultam imprescindíveis o desenvolvimento de novos algoritmos e mecanismos para envolver a todas as partes interessadas.